Capim Santo

Tudo começou com a idéia de se reunir o pessoal da faculdade. Logo, estávamos discutindo onde iríamos comer. Afinal, como já dizia Frank Herbert (autor da série de livros Duna):  “o ato de compartilhar uma refeição é uma das formas mais antigas de fortalecer/ratificar os laços”. Com o RestaurantWeek rolando solto na época (começo de setembro), a escolha óbvia era aproveitar um dos restaurantes da promoção. Óbvia entre aspas. Depois de muita carnificina, chegamos a um consenso – um consenso de duas e ditadura para o resto – de almoçar no Capim Santo.

O restaurante Capim Santo segundo ele mesmo:

Nossa cozinha, toda envidraçada, rodeada por um jardim tropical e jaboticabeiras, permite que você acompanhe a rotina da nossa equipe e o preparo de todos os pratos servidos no restaurante. Tudo com harmonia. Os temperos se misturam em perfeita alquimia de sabores e alto astral. No comando deste fogão, a Chef Morena Leite.

Continuar lendo

Anúncios

Bistrô Crêpe de Paris

Para o início da 7ª edição do RestaurantWeek em Sampa, a família toda foi jantar no Bistrô Crêpe de Paris. O restaurante fica ao fima de uma viela da Rua Augusta, bem escondido – se bem que há placas na entrada e o infalível serviço de valet. Na viela, há mesinhas do restaurante, faz você se sentir em Campos do Jordão. A quem interessar, tem uma loja da Cadiveu logo no início da viela (fechada à noite).

Quem quiser escapar de pagar R$ 15 para estacionarem seu carro deus-sabe-onde, deixe o carro numa das travessas da Augusta e pague R$ 2 ao flanelinha trêbado.

Segundo o site do RestaurantWeek, o restaurante apresenta-se como:

Autêntico bistrô francês situado numa charmosa villa oferecendo pratos tradicionais da culinária francesa, ambiente aconchegante com lindo terraço parisiense ao ar livre, adega, salinha e varanda. Sabor, tradição e preço justo. Música Francesa ao Vivo de quinta a sábado (accordeon ao vivo).

Continuar lendo