Bolinha: está na hora de você entrar na linha!

Esses dias, minha família foi ao Jardim Europa para experimentar a famosa feijoada do Bolinha, eleita a melhor feijoada de São Paulo. Para quem não conhece o restaurante, a feijoada do Bolinha é servida em esquema de rodízio, com todos os acompanhamentos inclusos. O preço cobrado por cabeça é de R$ 75,50. Pela promoção da ClickOn, conseguimos um preço mais camarada, R$ 29,90 por cabeça.

Bolinha - o restaurante (Fonte: site oficial do Bolinha)

Continuar lendo

Anúncios

Ban Kao – Menu Degustação Clássicos Thai

Resolvi experimentar uma culinária diferente e comprei o Menu Degustação Clássicos Thai do restaurante tailandês Ban Kao pelo clube de promoções ClickOn: treze pratos para 2 pessoas, com 62% de desconto (de R$ 210,00 por R$ 79,50)! Reservei por email mesmo, com o simpático gerente do restaurante, Liu Fukushima.

Segundo o site oficial do Ban Kao, o restaurante apresenta-se como:

O Bankao surgiu da idéia de um dos sócios do Ásia 70 de unir a culinária asiática ao conceito de restaurante-lounge. Bankao quer dizer “casa de arroz” em tailandês, em referência a esse ingrediente sagrado que une as cozinhas de diversos países da região sudeste daquele continente. Instalado no bairro do Itaim desde outubro de 2009, o restaurante apresenta um passeio pela culinária de países como Tailândia, Malásia, Vietnã, Laos, Camboja e Cingapura. Em ambiente moderno e confortável, com DJ, o Bankao tem como responsável pelo cardápio o chef David Zisman, proprietário do carioca Nam Thai e um dos maiores estudiosos da gastronomia asiática no Brasil. No comando da cozinha do Bankao está o chef Junior Messa, que há seis anos trabalha com David. Continuar lendo

Temaki de Enguia

Temaki é um cone de arroz avinagrado e adocicado envolto por uma folha de nori (alga) e recheado com qualquer coisa que você quiser. Por exemplo, um temaki de salmão tem recheio de salmão (não! sério?). Os temakis andam em moda ultimamente desde a popularização da culinária japonesa no Brasil. Eu me lembro quando eu era pequena as pessoas me perguntavam, “você come peixe cru? creeeeeedoooooo!”, e agora comer sashimi (peixe cru) é uma iguaria fina: “nossa, ele não come sashimi! que caipira!”

Enfim, hoje há várias temakerias (locais especializados em temaki) por aí, algumas com sabores bem brasileiros e que usam maionese, abacate, o diabo a quatro. Já experimentei muitos temakis, mas nunca fui muito fã. Geralmente servem cones enormes, com um pingo de recheio, muito arroz – arroz mal temperado, diga-se de passagem – e nori mole e borrachento. Não é o caso do restaurante Kuroshio. Continuar lendo

Faggi Café & Bistrot

Para coroar nossas comilanças do RestaurantWeek, eu e minha mãe resolvemos almoçar no Faggi Café & Bistrot. Nossos motivos para comer lá resumiam-se a:

  1. O cardápio parecia incrivelmente apetitoso;
  2. A localização na Vila Nova Conceição conferia um ar mais requintado ao restaurante.

Segundo o site do RestaurantWeek, o restaurante apresenta-se como:

O Faggi Café&Bistrot prioriza uma cozinha saudável, porém com muito sabor. Tem como foco a comfort food, que busca o prazer e satisfação em pratos balanceados. A principal inspiração é a dieta mediterrânea, onde predominam os ingredientes sazonais e frescos, “legumes, peixes, ervas, frutas, azeites e vinhos são os ingredientes predominantes no cardápio”, explica o chef Stefano Bignotti. Pratos saudáveis e sofisticados em um ambiente moderno.

Continuar lendo

Kohii Cafe

Voltando de outra comilança no Restaurante Chique – e sedentas por café, para variar – acabamos nos deparando com um símbolo em vermelho desenhado numa parede, seguido dos dizeres “kohii”. Nossos olhos saltaram na hora. Para quem não sabe, kohii é uma corruptela japonesa de coffee, ou seja, nosso bom e velho café. Mas onde estava o café? Tudo o que a gente via era uma agência da CVC… e umas escadas para o subsolo. Continuar lendo