Nave Interestelar de 100 Anos

Desde que o homem pisou na Lua, o tema da exploração espacial deixou os jornais para residir apenas na ficção científica. Em 30 anos, o programa de exploração espacial da NASA não passou de 300 milhas da Terra e agora está em processo de desativação. Para que investir na conquista do espaço quando há um planeta inteiro de problemas para resolver? Agora, até mesmo os telescópios espaciais estão na mira do corte orçamentário.

O Telescópio Espacial James Webb (JWST), atualmente em construção, é um deles. Projetado para superar o revolucionário Hubble, possuirá a capacidade de penetrar o cosmos como nenhum outro telescópio já foi capaz, podendo nos levar alguns passos adiante em compreender como o universo foi formado e para onde está indo. Mas, desde o começo do projeto, problemas de gestão e atrasos no cronograma já custaram US$ 1.4 bilhões adicionais, totalizando US$ 6.5 bilhões. A comunidade de astrônomos entende os atrasos como decorrentes dos obstáculos de ordem técnica que requerem soluções inovadoras. Mas os parlamentares vêm apenas os gastos. O corte previsto é em US$ 1.6 bilhões, o que pode frustrar todo o projeto e levar ao seu cancelamento.

Neil deGrasse Tyson, um astrofísico americano, defende o JWST em uma entrevista ao apresentador Bill Maher. Continuar lendo

Anúncios