Viagem só de ida para Marte

A Fronteira Final! Estas são as viagens da Nave Enterprise, em sua missão de explorar novos mundos, pesquisar novas vidas, novas civilizações, audaciosamente indo aonde nenhum homem jamais esteve! (Abertura da série televisiva Jornada nas Estrelas.)

A colonização de outros planetas sempre povoou a imaginação dos povos – idéia muito difundida por escritores de ficção científica como Ray Bradbury. E o destino é sempre o mesmo: Marte, o planeta mais próximo (depois da vulcânica Vênus) e que possui condições mais propícias à vida.

Uma missão tripulada a Marte é possível com a tecnologia atual, mas necessita de gigantescos compromissos políticos e financeiros. A proposta de Schulze-Makuch e Davies, doutores das universidades de Washington e Arizona, é cortar os gastos e assegurar a continuação da exploração de Marte com o envio de uma missão tripulada só de ida.

Só de ida?!?

Espere. Não é uma missão suicida, mas de colonização: estabelecer raízes permanentes para a raça humana em Marte. E os pioneiros não ficarão isolados para tosdo o sempre: receberão abastecimento regular de provisões da Terra. No futuro, poderão ainda desenvolver sistemas de produção de alimentos e processamento dos recursos naturais do planeta, criando a base para o desenvolvimento de uma civilização em Marte.

Mas a criação de todo essa infraestrutura para os astronautas habitarem o planeta não é mais dispendiosa do que se eles simplesmente retornassem à Terra? Não. O combustível e os alimentos para a viagem de volta correspondem a cerca de 80% dos custos da missão.

E por que não a Lua? É tão mais perto!

A Lua realmente seria ideal, mas é pobre em recursos se comparada com Marte. Marte tem gravidade moderada, atmosfera, água em abundância e dióxido de carbono, além de vários minerais essenciais (é quase um Centrum, de A a Zinco). E depois, Marte não é apenas um bote salva-vidas caso a Terra naufrague, como oferece também a oportunidade de estudar formas de vida alienígena (!), o que pode fornecer pistas de como a vida se originou na Terra.

A presença humana em Marte representa uma plataforma de salto para a exploração fora de nosso sistema solar, abrindo a janela para “explorar novos mundos, pesquisar novas vidas, novas civilizações, audaciosamente indo aonde nenhum homem jamais esteve!”

Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, nenhuma agência espacial tem planos em andamento para levar seres humanos a Marte. Nas diretrizes que deu à Nasa no início do ano, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse que espera assistir a um pouso humano no planeta vermelho na década de 2030, mas pediu o desenvolvimento de novas tecnologias de propulsão para viabilizar o feito.

Estamos chegando à fronteira final.

 

Via: To Boldly Go: A One-Way Human Mission to Mars, Journal of Cosmology, 2010, Vol 12, In Press.

Anúncios

4 comentários em “Viagem só de ida para Marte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s