Sobagara Makura

Já ouviram falar do sobagara makura?  Vamos começar com a tradução: “travesseiro de casca de trigo sarraceno”. Na prática, é um saco de casca de semente de toshikoshi soba, aquele macarrãozinho escuro que geralmente se come ensopado. Este inusitado travesseiro é vendido na Tsuruya, na Liberdade. Informações contidas na “bula” que vem junto do produto:

O travesseiro de SOBÁ é um produto amplamente recomendado pela medicina Japonesa, pelo seu efeito benéfico comprovado nos tratamentos de: INSÔNIA, STRESS, COLUNA CERVICAL

O seu recheio, a Casca de Trigo Sarraceno (SOBAGARA), pela sua característica tipo concha, possibilita a diversificação de altura a gosto, visando um sono tranqüilo e reparador. Pôr se tratar de um produto ATÉRMICO, mantém a temperatura sempre estável, diminuindo consideravelmente os problemas de suor.

Atenção: Leia as instruções de uso no verso da folha


O pior é que só vi o verso da bula em casa. Contando toda a história desde o começo: cheguei na loja e ia levar o travesseiro quando vi 2 (dois, d-o-i-s, um casal, uma potencial explosão demográfica) insetinhos caminhando em cima dele.

– Cruzes! O travesseiro está bichado! – gritei.

– Não está não! – disse o vendedor.

Mostrei os bichanos para minha mãe.

– A coisa está podre!! –  dise a minha mãe. A essas alturas, o travesseiro já tinha virado “coisa”.

Os vendedores examinaram o travesseiro.

– Os bichinhos não são do travesseiro, não. Devem ter entrado dentro do saco plástico atraídos pelo cheiro natural do sobá. Bichinho sabe o que é bom!

Eu e minha mãe trocamos olhares de “você só pode estar brincando!”

– É que como ele fica dentro do plástico, o cheiro fica concentrado. Quando chegar em casa, é só tirar do plástico para arejar e deixar no sol que o cheiro sai.

Ele me trouxe outro travesseiro desprovido de flora e fauna e resolvi comprar apesar dos pesares. Comprei um travesseiro retangular tamanho médio. Só li a bula quando cheguei em casa e tirei o travesseiro do plástico. Oh, o horror!

IMPORTANTE: Este produto é submetido ao tratamento de esterilização e limpeza. Manter o produto na embalagem por muito tempo não altera as suas características originais. Porém, em condições de muita umidade, há casos em que germinam insetos característicos dos cereais. Assim sendo, recomendamos que o produto adquirido seja logo retirado da embalagem.

Em caso de não usa-lo diariamente, deixe o produto em lugar bastante arejado ou exponha ao sol esporadicamente.

O travesseiro era berço de geração espontânea de insetos!! Deixei no sol escaldante da tarde imediatamente.

 

Sobagara Makura escaldando ao sol

 

Na hora de dormir… quem disse que eu conseguia dormir? O travesseiro estava muito alto e ainda por cima era duro! Minha cabeça doía como se eu estivesse dormindo sobre uma placa de concreto. Se eu virava a cabeça, minha orelha ficava esmagada e eu acabava acordando. Aliás, acordei tantas vezes que nem posso dizer que dormi.

No dia seguinte, abri o zíper do travesseiro – tirei um clipe de proteção antes – e tirei o equivalente a 2 potes de maionese em cascas de sobá.

 

Sobagara no pote de maionese

 

Fui dormir e… continuava alto. Dormi um pouco mais do que no dia anterior. No dia seguinte, tirei 200g de cascas. É quase um saco de supermercado. O travesseiro murchou consideravelmente. Ficou mais maleável e era mais fácil moldá-lo do jeito que eu queria.

 

O tal do sobagara

 

Antes de dormir, afundei o travesseiro longitudinalmente no meio com as mãos e rolei a minha cabeça e um lado a outro – sim, é isso mesmo que você leu – para deixá-lo no formato certo. Essa noite eu dormi bem, graças a deus!

O travesseiro está mais confortável, mas não deixa de ser duro. Para quem está acostumado a travesseiros de espuma, é como dormir com a cabeça numa tábua – como os antigos japoneses – e requer algum tempo para se acostumar. Em compensação, parece que ele realmente dá bom suporte ao pescoço, relaxando a musculatura. Agora, dormir de lado, nem pensar! Só se puser uma fronha alcochoada nele! 😉

RESUMO

Local

  • Endereço: Loja 1 – Rua dos Estudantes, 49 – Bairro Liberdade – São Paulo/SP.
  • Telefone: (11) 3209-0668
  • Endereço: Loja 2 – Rua dos Pinheiros, 547 – Bairro Pinheiros – São Paulo/SP.
  • Telefone: (11) 3891-1412
  • Endereço: Loja 3 – Rua da Glória 294 – Bairro Liberdade – São Paulo/SP. <—- Onde comprei
  • Telefone: (11) 3208-3850

(Fonte: Tsuruya / 2010)

Preço

  • R$ 48

Pontos positivos

  • Disponível em formatos cilíndrico (tamanho único) e retangular (Grande 45 cm x 60 cm – Médio 40 cm x 50 cm – Pequeno 15 cm x 40 cm)
  • Permite moldar o travesseiro como quiser.
  • Regulagem do volume de cascas de sobá dentro do travesseiro por meio de zíper.
  • Suporte para o pescoço.

Pontos negativos

  • Duro.
  • Cheiro forte de… mato?
  • Tem de expor ao sol regularmente para não bichar.

Opinião

  • Estou persistindo no uso do sobagara makura por 3 razões: 1) paguei caro por ele, 2) travesseiros novos nunca são tão confortáveis quanto os velhos pois requerem adaptação, e 3) parece ser bom para a coluna. Eu já disse que paguei caro por ele?
Anúncios

23 comentários em “Sobagara Makura

  1. Hahahahah! Minha mãe uma vez comprou de casca de arroz, e acabou jogando fora XD Eu uso dois travesseiros de espuma ^^ Só que um deles é tão velhinho e mole que serve só pra ficar mais macio XD

    Cuidado para não criar uma colônia no seu travesseiro XD

    • Acho que vou pôr uma capinha alcochoada nele só para ficar mais fofinho. Cada coisa que eu invento de comprar…

      Um dia meu travesseiro vai sair andando por aí sozinho. XP

      • Se fosse grande, vc até podia usar como meio de transporte XDDD Mas vc tb pode tentar achar outra utilidade para ele e voltar ao seu travesseiro antigo ^^U

  2. tenho há mais de um ano e adoro, aposentei todos os outros, é super confortável e moldável, mas agora está com os bichinhos, gostaria de saber se são inofensivos, são carunchos da sobagara?

    • Sim, são uma espécie de caruncho. Como é melhor não dedetizar – para depois não dormir respirando inseticida – acho que o ideal é retirar o recheio do travesseiro, pô-lo num saco plástico e deixar no freezer por umas 2 horas. Depois é só retirar os carunchos mortos manualmente.

      Mas se quiser, vendo um travesseiro quase novo pela metade do preço, hehe! Muito duro para minha cabecinha!^^

  3. eu tinha um, mas perdi durante a mudança, e o pior é que nao acho outro para comprar, foi um dos melhores travesseiros que ja tive!…

    • Mitsuo, esse travesseiro tem às pencas na Liberdade! Vá ao Tsuruya e pegue o seu – porque o meu já foi pra cucuia, hehe! 😀 Mas é bom saber que o travesseiro também tem seus adeptos, afinal, não deixa de ser uma tradição japonesa.

      Bem vindo ao blog!

  4. Eu também comprei (caro) um travesseiro sobagara e levei para casa uma comunidade de insetos. Como prefiro companhia mais agradável na minha cama, e não me sinto nada confortável com tais a companhia de tais insetos, comprei um travesseiro tradicional e vou mandar para o lixo o sobagara ( acho que a tradução desse nome deve ser “cidade dos insetos”).

    • Hahaha! O meu foi pra cucuia antes de virar uma cidade maldita! Como estou sempre à busca de novidades – espírito Akihabara em full mode – comprei outro travesseiro “milagroso”: o famoso travesseiro da NASA com material viscoelástico! Muito, infinitamente mais confortável que o sobagara makura – mas ainda não é páreo para o convencional travesseiro ergonômico de espuma (que ainda é melhor que o de penas de ganso, galinha e outras aves). De qualquer modo, consigo dormir – e bem – com ele, então vou mantê-lo. Ah, modernidades…

      Bem vindo ao blog!

  5. Oi Mari, foi à um ortopedista acupunturista ontem que me indicou este travesseiro, mas depois de ler o seu depoimento – ou viagem insólita – estou desistindo, ianda mais pq durmo com minha filha mais velha e cadelinha schnauzer Flika e não quero bichinhos andando nela, muito menos em mim! Argh, que nojo!! Abç!!

    • Bem vinda ao blog, Renata! Pois é, esse travesseiro é uma coisa insólita… vai saber o que pode estar crescendo em seu interior… Melhor comprar os da NASA, hehe! Bem mais confortáveis – e higiênicos! 😀

  6. EI pessoas… uso o sogabara a mais de 20 anos e nunca – eu disse nunca – tive problemas com insetos e afins… é de longe o mais confortável travesseiro que já usei na minha vida

  7. Realmente é preciso que se diga que o travesseiro de Sobagara é do tipo terapeutico. Eu uso e gosto muito. Tem que ter atenção às instruções da bula que o acompanha: Tem que botar o travesseiro no sol a cada 2 meses para tirar a umidade que pode acabar atraindo esses insetos que dão em sementes. Eu comprei o meu na http://www.aoi-sobagara.com 😉

    • Que bom que você achou o travesseiro terapêutico! Eu o achei meio duro demais da conta… 😦 E gosto dos meus travesseiros menos férteis em vida também. Para quem gostou, tente o site que o Marcelo indicou!

      Bem vindo ao blog!

  8. Eu tenho dois há mais de três anos. Nunca tive problema com insetos. Talvez porque os coloque no sol de três em três meses, como faço com cobertores e demais almofadas. Porque bichos e fungos dá em qualquer lugar onde há umidade. Aqui no Rio nem tanto, mas em São Paulo, as pessoas cheiram a mofo no inverno (por causa do mofo nas roupas, é claro). Estou muito satisfeita porque ele não apresenta problema de altura visto que ele se adapta, tal qual o travesseiro de flocos de látex.

    • Que bom que você gostou do travesseiro, Tita. O calor do Rio deve ser ótimo contra mofo e insetos de sobagara!

      Bem vinda ao blog!

  9. Olá, meu marido usa este travesseiro a muito tempo comprávamos no Paraná e ele nunca teve problema, mas como voltamos a morar em Niterói não encontramos mais dele, foi aí que meu marido teve a excelente idéia de comprar direto da fabrica , isto foi em agosto de 2012, a dois dias venho percebendo em nossa cama bichos é isso mesmo bichos (caruncho), como fiquei neurótica com isso decidi abrir o travesseiro hoje e pasmem ele estava infestado de caruncho e um outro tipo de bicho minúsculo que nao faço idéia do que seja.
    Imaginem a decepção do meu marido, afinal ele usa este travesseiro a mais de dez anos, agora ele nao quer mais nem saber do barulhento (assim que eu chamo o travesseiro).
    Bom é isso pessoal, essa é minha história so,bre o tal travesseiro de casca de trigo.

    • Que horror, Kellen! Ninguém merece um travesseiro cheio de vida! E também não falta travesseiro interessante à venda, com fibras, molas, viscoelástico e a boa e velha espuma. Boa sorte em achar um novo – sem insetos! – e bons sonhos!

      Seja bem vinda ao blog!

  10. Esqueci de dizer, como meu marido usa ele a mais de dez anos tomamos todos os cuidados necessários como manda o manual, ou seja colocamos ele no sol todo dia!

    • Já vi que sol não é suficiente, tem de pôr no forno e queimar tudo! XD

      O pior é que meu travesseiro de espuma antiquíssimo começou a sair pedra… Pedra mesmo! Estou à busca de outro travesseiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s